A experiência de Fernando Pellizzaro como young em Cannes

A experiência de Fernando Pellizzaro como young em Cannes

 

Fernando Pellizzaro, Redator da David the Agency

RED NEWS: Conte um pouco sobre sua experiência profissional, como você iniciou sua carreira até chegar onde está hoje.
PELLIZZARO: Comecei minha carreira como estagiário na Bronx, graças ao Alexandre que abriu as portas do mercado pra mim. Trabalhei lá por quase um ano e aí saí do Brasil para fazer um estágio na Leo Burnett Lisboa. Na volta, o Alexandre me contratou e acabei trabalhando na Bronx por mais um tempo. Depois disso, fui para a Exclam por um ano. Período que coincidiu com o término da faculdade. E aí decidi sair do Brasil de novo, desta vez pra Argentina, onde trabalhei por dois anos na La Comunidad de Buenos Aires. Voltando para o Brasil, passei uns 2 anos e meio na JWT de Curitiba e depois me mudei para São Paulo, onde trabalhei na Santa Clara e hoje estou na David.

RED NEWS: Em que ano você foi young e porque decidiu se inscrever?
PELLIZZARO: Fui Young em 2012. Decidi me inscrever porque sempre acreditei que ser Young é um grande reconhecimento profissional. Além de ir pra Cannes de graça, claro. 

RED NEWS: Você acha que ser um dos jovens profissionais selecionados pra delegação brasileira de youngs contribuiu de alguma forma pra sua carreira? Como?
PELLIZZARO: Com certeza. Meu trabalho acabou ganhando mais visibilidade e isso me ajudou a abrir algumas portas. Além disso, a viagem, as palestras e os contatos acabaram interferindo diretamente no meu trabalho. 

RED NEWS: Como você acha que os participantes podem se beneficiar do programa? Qual seria o maior benefício, do seu ponto de vista?
PELLIZZARO: Para mim, o maior benefício para quem ganha é o reconhecimento pelo trabalho. Depois, a experiência de ir ao festival e aprender muito por lá. 
Já pra quem participa, o principal benefício é começar a se tornar conhecido, aprender com os erros e se motivar a buscar um portfolio sempre melhor.

RED NEWS:  Você é um cara jovem e que já tem essa experiência internacional, um repertório e referências bem variadas. Que conselho você daria a quem está pensando em dar uma movimentada na carreira, respirar novos ares?
PELLIZZARO: A única regra que eu acredito é a do esforço. De resto, cada um trilha seu caminho. Tem gente que faz a carreira toda aqui e se dá muito bem. Tem gente que vai pra fora e nunca volta. Acho que estas decisões estão muito ligadas a personalidade de cada pessoa. As minhas escolhas representam um pouco de quem eu sou. Cada vez que busco experiências novas acho que me renovo como profissional e me inspiro mais. Se for pra dar um conselho, o único que tenho é: basta querer. Se quer ir pra fora, tem que tentar. Mandar e-mails, buscar contatos e insistir bastante. Quem busca, acha.

RED NEWS: Ouvimos dizer que em Cannes você foi um young CDF. Conta um pouco dessa experiência e qual a melhor lição que você trouxe do Festival?
PELLIZZARO: Poucas vezes você tem a oportunidade de ver tanta gente boa no mesmo lugar. Por isso, resolvi aproveitar tudo o que dava. Fui em todas as palestras que pude, e vi muito shortlist também. Resolvi dar um gás lá, já que emendei umas férias depois. Acho que a mensagem que ficou pra mim é a de sempre buscar um argumento forte e original e só aí ver a melhor maneira de contá-lo.

RED NEWS:  Que dicas você deixa para o young 2014?
PELLIZZARO: Aproveite a viagem pra fazer muitos contatos, novos amigos e aprender tudo o que puder. Afinal, na nossa carreira, conhecer pessoas é quase tão importante quanto seu talento.

As inscrições para o Young Lions Paraná 2014 estão abertas até dia 22/04, quando todas as pastas devem ser entregues na Redhook. O regulamento e a ficha de inscrição podem ser acessados no link: www.redhookschool.com/younglionspr. No dia 23 acontecerá o julgamento das pastas por um juri composto por ex youngs. No mesmo dia sai um shortlist com os 5 melhores colocados. E no dia 24 de abril tem a divulgação do nome do vencedor em uma noite especial com palestra de Roberto Fernandez (Ogilvy) e um bate papo com Marcos Zanatti (Fortiideias e primeiro young do Paraná), Ricardo Chester (Africa) e Caro Rebello, que representou o Paraná na delegação brasileira de youngs em 2013.

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||