A importância da locução em peças publicitárias

A importância da locução em peças publicitárias

Karen Giraldi, atriz, cantora e locutora RED NEWS: Você é atriz, cantora e locutora. O que veio primeiro e qual das funções tem mais peso no dia a dia? KAREN: Eu sempre cantei, desde pequena. Cantei em coral, banda de músicas próprias e por 3 anos com a Lord Zaba, banda cover de pop-rock. Então, sem dúvida, a função de cantora veio primeiro, mas sempre em paralelo, por hobby.  Depois, fiz um curso de dublagem e, ao saber que precisaria do registro de atriz para trabalhar profissionalmente nessa área, iniciei o teatro, que também acabou virando paixão. A locução acabou vindo no meio disso tudo, por sempre gostarem da minha voz. E, por querer trabalhar com todas essas áreas, escolhi me tornar freelancer. No momento, o que tem pesado mais tem sido a área da interpretação, porque estou ensaiando diariamente o musical Mais Uma de Amor, com músicas da Blitz. RED NEWS: Atuar e/ou cantar é essencial para se trabalhar com locução publicitária? Ou uma pessoa comum poderia conseguir também? KAREN: Não, para trabalhar com locução publicitária basta ter vontade. Uma pessoa comum com certeza pode conseguir trabalhar nesse meio, pois existem oportunidades para todos os tipos de voz. Mas saber cantar pode aumentar as chances de trabalhar também com jingles, que são as músicas publicitárias, e aprender a atuar faz uma diferença gritante na qualidade do seu trabalho. Vendo meus vídeos antigos realizados durante o curso de dublagem, antes de ter feito aula de teatro, percebi que hoje em dia eles poderiam ser muito melhores se regravasse aqueles trabalhos depois do curso de ator. É um avanço que o próprio profissional percebe, mas que muitas vezes não é tão necessário na hora da gravação em estúdio. RED NEWS: Quando você vai gravar um texto, consegue perceber a diferença de tom pra diferentes meios (TV, rádio, web, game)? KAREN: Na verdade a diferença de tom depende da direção do trabalho. Tem mais a ver com o tipo de comunicação que deve ser gravada: se é mais cômica, mais natural ou mais varejo, do que os diferentes meios. O mesmo tom pode funcionar em todos os meios que irá ser reproduzido, seguindo a direção de criação para que foi escrito. RED NEWS: Como você prepara sua voz para um trabalho? Quais são os cuidados necessários? KAREN: Antes de um trabalho aqueço a voz, para evitar esforços desnecessários. Fazer alongamentos no corpo antes de trabalhar com a voz também é muito importante, porque mesmo que não pareça, a musculatura está muito envolvida na qualidade vocal. Antes de realizar o trabalho, o ideal é não abusar da voz ao menos um dia antes, como ir a locais barulhentos que nos forçam a falar mais alto. E sempre tomar água, inclusive no momento da gravação. Hidratação é muito importante. Na dúvida se o estúdio terá água para o locutor, é melhor levar uma garrafinha de casa. RED NEWS: Para fazer uma boa locução basta uma boa voz? Aliás, o que é uma boa voz? KAREN: Para fazer uma boa locução, você não precisa ter uma voz que todo mundo elogia o tempo todo! A área da publicidade pede vários estilos de vozes, para que acompanhem diferentes campanhas de diferentes clientes. Todos os timbres são únicos e, por isso, possíveis de estrelar qualquer campanha. Fora que muitas vezes podem precisar de uma voz rouca para um personagem, ou alguém fanho, ou até quem sabe alguém com língua presa! Todos os estilos são possíveis! Um diferencial bacana é poder fazer outras vozes. Isso pode ser treinado em casa mesmo. Então uma boa voz para se fazer uma boa locução é a voz sem sotaques (ou ao menos saber aliviá-los na hora da gravação), com boa dicção, ou seja, que todos compreendam o que você fala. Além destas questões de voz, é muito importante ter uma boa postura profissional, como em qualquer outra área. Chegar no horário marcado, avisar qualquer atraso, cumprir com sua parte é o mínimo para que as pessoas gostem de trabalhar com você e te chamem novamente. RED NEWS: O que você sugere para as pessoas que acham que têm uma voz bonita, gostam de sair por aí fazendo imitações, e acham que poderiam ser locutores? Como eles poderiam começar a usar esse talento pra ganhar dinheiro? KAREN: A primeira coisa a se fazer é gravar uma boa amostra da sua voz. E isso porque os produtores de áudio enviam estas amostras para os clientes aprovarem a voz a ser gravada. Quando eu comecei, não tive muito acesso ao conhecimento desta área. Se tivesse tido a oportunidade de participar de uma oficina que me trouxesse algum conhecimento e ainda por cima a oportunidade de gravar uma amostra da minha voz a ser enviada, com certeza participaria. E é por isso que achei tão bacana a proposta desta oficina. Porque tenho a oportunidade de ajudar pessoas a trilharem um novo caminho nesta área de trabalho, como gostaria que tivesse sido pra mim.

 

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||