Aprovado. Mas aumenta um pouco a realidade.

Aprovado. Mas aumenta um pouco a realidade, por favor.

criatividade, criação publicitária, tecnologia, inovação, publicidade, redhook

2020 está aí. Se você vai contratar pensando no futuro, que tal um criativo tecnologista?

Esquece o publicitário moderninho com a equipe de TI resolvendo o que ele inventa.

Quantos criativos existem com este perfil no mercado?

Aqui na França, Emilien Chiche é o cara. Ele trabalha na Biborg, uma das referência em termos de criação digital inovadora.

A agência acaba de fazer um evento pra mostrar as novidades. Como um bom evento francês, feito para poucos, aconteceu no apartamento da moçada.

Eu achei simpático .

Pra quem não conhece a Biborg: são eles os escolhidos pela Netflix pra fazer a campanha da série Narcos, também queridinhos da Sony, da Mini... da Chanel.

Tudo sai do Lab criativo da turma, onde a noção de experiência é fundamental.

As engenhocas, ainda são meio gigantescas, mas funcionam. Como são apenas protótipos então, está perdoado.

Eu adorei o Holobox, um display holográfico. Você coloca ali o produto e tudo acontece à sua volta. Pode começar a imaginar borboletas, corações? Confetes de carnaval? Não.  Muito comum. Cuidado. Realidade aumentada funciona apenas quando a criatividade acompanha.

Também continuam divertidos, os painéis com body tracking onde você controla o movimento do personagem. Ganharam em tempo real, e foram testados na última festa da música nas ruas de Paris. Mas como seria no Brasil?  O cidadão « A » movimentando o garoto propaganda « B » do painel eletrônico em pleno calçadão da avenida. Atenção para os engraçadinhos.

Mas a questão de fundo permanece. O eu controla, o eu aparece, o eu mexe o braço, o eu fotografa. O eu se refotografa na frente do painel. Tudo na primeira pessoa.

Acho que vamos precisar de tecnologia é pra resolver a overdose de si mesmo do futuro.

Que saudades do passado.

 

---------------------------------------------------------------------------

Glaucia Nogueira, uma criativa mineira de nascimento mas curitibana de coração. Atualmente mora na França. É diretora de filmes em Paris. Foi redatora e diretora de criação antes de começar a dirigir para publicidade. Tem diversos trabalhos premiados no Brasil e no exterior. Dentre eles o filme Chaves para Ciavena/Audi que hoje tem quase 4 milhoēs de views na internet.

Tags: Comunicação, criatividade, inovação, publicidade, realidade aumentada, tecnologia

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||