As empresas precisam ter uma “alma digital”

As empresas precisam ter uma “alma digital”

 

As empresas precisam ter uma “alma digital”

 

O workshop “Comunicação e Marketing na Era Pós-Digital”, com o publicitário Walter Longo, promovido neste mês pela REDHOOK CREATIVITY SCHOOL no auditório da Unibrasil em Curitiba, foi uma daquelas oportunidades singulares de agregar conhecimento sobre o mercado de comunicação na chamada era digital. Além de já conhecer os caminhos para estabelecer mudanças de paradigmas e atuação estratégica na era pós-digital.

Mentor de Estratégia e Inovação do Grupo Newcomm - holding de comunicação do Grupo WPP e Presidente da Grey Brasil, Longo apresentou cinco macro tendências fundamentais para a compreensão do mercado e desenvolvimento das estratégias de comunicação para o futuro. 

Segundo Longo, a era digital foi marcada por um choque da nova realidade que alterou todas as premissas. “Já estamos na era ‘pós-digital’, pois atuamos diariamente neste ambiente, por meio de ferramentas em um mundo “on/off “, se referindo especificamente à integração de estratégias e ações de comunicação. ”Além de utilizar de forma estratégica as ferramentas digitais, as empresas precisam desenvolver uma ‘alma digital ”, complementa. 

Para o publicitário, a primeira macro tendência é a efemeridade, uma era de relações fugazes. "No mundo pós-digital tudo é mais efêmero, transitório, onde valores mudam com uma velocidade incrível", diz. 

A outra macro tendência é a sincronicidade, quando é necessário transformar um banco de dados em um banco de fatos. “É fundamental determinar o momento que está o consumidor, direcionando a mensagem mais efetiva”. Juntamente com esta tendência vem outra, a mutualidade, quando máquinas falam com máquinas, criando novos dados, linguagens e protocolos, que vão ampliar ainda mais os dados do comportamento do consumidor. 

A quarta é a multiplicidade. O mercado pede soluções de comunicação que sejam rápidas, flexíveis, e principalmente interativas”, conta. Como consequência as marcas precisam focar sus ações em três grupos: paid media; owned media e o earned media. 

E a última é a tensionalidade, quando a marca precisa de atuar com um nível maior de tensão para sobreviver no mundo de hoje. “A tensão é necessária para gerar atenção, criando um posicionamento de marca relevante, com personalidade caracterizada pela dualidade e  marcante na mente do consumidor”, explica. “Steve Jobs era carismático e tirano, um dos maiores exemplos desta dualidade e que foi transportado para a Apple, uma marca smart e sexy ao mesmo tempo”, define. 

Para Celia Camargos, CEO da REDHOOK, a vinda do Walter Longo trouxe uma visão inovadora do mercado de comunicação, totalmente alinhada com a filosofia de atuação da escola de criatividade. “O buzz gerado pelo evento e o feedback positivos que recebemos dos principais gestores de marketing e comunicação, comprovam a assertividade do workshop ”, declara Celinha.    
Após a palestra foi realizado um debate sobre a realidade do mercado paranaense e nacional, com a participação dos comunicadores, Renato Cavalher, VP Criação do Grupo OM; Guilherme Gomide, CEO da Mirum Agency e Alexandre Gibotti, Diretor Executivo das Agências Digitais – ABRADi.

Walter Longo - Foi eleito por quatro vezes o melhor profissional do ano do Prêmio Caboré nas categorias de Planejamento e Atendimento, e Profissional de Veículo de Comunicação. Foi também premiado com o título de Personalidade do Marketing Direto pela Abemd, entidade líder no setor.

O evento teve apoio daAssociação dos Dirigentes de Marketing e Venda - ADVBPR, Caixa Filosofal, Cidy Live Studio, Clube de Criatividade do Paraná, F9 Identidade Visual, GRPCom, Grupo de Mídia do Paraná, Grupo de Planejamento e Atendimento do Paraná, Lide Multimídia, ProDesign-PR,Sinapro/PR e Unibrasil.
____________________________

* Walter Longo é atualmente mentor de Estratégia e Inovação do Grupo Newcomm - holding de comunicação do Grupo WPP que inclui as agências Young&Rubicam, Wunderman, New Energy, entre outras, e presidente da Grey Brasil.

Já ocupou cargos de Diretor Regional para a América Latina do Grupo Young&Rubicam e Presidente, no Brasil, da Wunderman Worldwide, TVA, MTV e do Grupo Newcomm Bates. Foi também sócio-fundador da primeira agência de Advertainment da América Latina, a Synapsys Marketing e Mídia.

Por sua contribuição no setor de Telecomunicações, Longo foi escolhido como presidente executivo e presidente do conselho da ABTA - Associação Brasileira de TV por Assinatura, além de fundador e presidente da Abraforte - Associação Brasileira dos Fornecedores de Telecomunicações.

Foi eleito por qautro vezes o melhor Profissional do Ano do Prêmio Caboré nas categorias de Planejamento e Atendimento, e Profissional de Veículo de Comunicação. Foi também premiado com o título de Personalidade do Marketing Direto pela Abemd, entidade líder no setor.

Walter Longo é membro de vários conselhos de empresas de telecomunicações, sócio de diversas empresas de mídia digital, articulista de diversas publicações, além de autor dos livros:Tudo que você queria saber sobre propaganda e Ninguém teve paciência de explicar (Ed.Atlas); O Marketing na Era do Nexo (Ed.BestSeller); e Marketing e Comunicação na Era Pós-Digital (Ed.HSM).

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||