Auto-ajuda corporativa

Auto-ajuda corporativa

autoajuda, autoajuda corporativa, blog, Bruno Regalo

Anos atrás a economia ia bem, crédito para todo lado, dólar baixo, entre outros fatores positivos nascia a  “geração empreendedora”, pessoas que cansaram de viver sob o julgo pesado da CLT e decidiram mudar o mundo criando suas próprias empresas: “Minha firma, Minhas regras”.

Mas 2015 chegou devastador (por motivos que todos já sabem) e com ele o fim de boa parte desse movimento empreendedor, as centenas de “investidores anjos” e os “trend-startups-hunter” (ou algum cargo estranho com nome em inglês que em 2014 era moda) foram se extinguindo como mico-leão-dourado nas matas atlânticas.

Mesmo com essas reviravoltas econômicas um setor não parou de crescer: O Auto-ajuda-corporativa. Já perceberam o crescimento de encontros, palestras, fanpages, vídeos, hubs, escolas e livros de auto-ajuda-corporativa?

Todos prometem grandes resultados baseado em histórias de superação de quem saiu da miséria e hoje tem milhões na conta vivendo o sonho da prosperidade infinita em diferentes lindas partes do globo, quase uma teoria da prosperidade dessas praticadas no protestantismo neopentecostal onde o atalho leva a divindade  do dinheiro, supostamente fácil, baseado no conceito de aprender com quem supostamente sofreu por você com o objetivo de que você não "sofra" para atingir o que o autor "sofreu".

Tempos atrás, descobri Tim Ferris: Um daqueles marqueteiros que amamos-detestamos consumir, comprei 3 livros dele de uma só vez para saber qual era a do autor. Todos os livros tem o mesmo cerne: 4 horas por semana para fazer algo incrível: “Cozinhar como um profissional”, “Mudar seu corpo” e até mesmo “ficar rico trabalhando 4 horas por semana”.

Como vocês podem reparar não fiquei rico e muito menos trabalho apenas 4 horas na semana, mas isso não impediu que Tim Ferris se tornasse um dos maiores vendedores de livros de “atalhos” da América até hoje. Com eloquência e linguagem de fácil acesso, percebemos muitas frases de efeito, muito testemunhal, muito material inspiracional barato, muito generalismo e nada de técnica propriamente dita.

Atalhos nunca foram bem vistos pela literatura, principalmente a infantil, por um bom motivo. Nada que venha por meio de um atalho constrói experiências significativas e duradouras. Perdemos o caminho e as histórias que ele nos é capaz de gerar. Se empresas são feitas de pessoas, atalhos não servem nem pra uma coisa quanto pra outra.

Se separarmos 2 agências com perfis parecidos, faturamentos parelhos e clientes de ramos próximos, mesmo com essas características em comum serão sempre extremamente diferentes, pelo simples fato que nossa matéria-prima são pessoas. 

Pessoas são diferentes e mesmo com processos padrões teremos sempre características únicas que fazem o processo não ser assim “tão previsível” e genérico a ponto de termos diagnósticos simplistas. 

Agências, departamentos de marketing e branding em geral não são territórios para conceitos generalistas, temos cada dia menos verba, muitos desafios e quase todos eles sem resoluções rasas solucionáveis com frases de efeito.

Quem me conhece sabe que nunca quis empreender, nunca quis abrir meu próprio negócio, mas quando em um determinado momento essa oportunidade chegou e decidi abraça-la; e depois de alguns anos de muito sangue, suor, risadas, perdas e conquistas compartilho com vocês uma das poucas certezas que tenho:

Os livros de auto-ajuda-corporativa ajudam uma única pessoa: O Autor. Fico por aqui com a melhor auto-ajuda que já li e decidi praticar sempre: “Work hard & be nice with people”. Sem atalhos de preferência. 

---------------------------------------------------------------------

Bruno Regalo é diretor de criação e sócio-fundador da Candy Shop (agência do ano de 2015),  possui prêmios nacionais e internacionais, entre eles; Eleito o profissional do ano de 2012 pelo prêmio Colunistas, agência do ano e cliente do ano. Já criou para clientes clientes como: Coca-cola, Vans, Wise Up, Jeep, Volkswagen, Fiat, Unimed, entre outros.

 

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||