Coworking: um espaço para conexões profissionais

Coworking: um espaço para conexões profissionais

 

Coworking: um espaço para conexões profissionais

 

Flávio Ferrer, Chairman na empresa Ambiental Office e Produtor executivo na empresa Tumpats Áudio

REDNEWS: Conte um pouco da sua carreira até agora: o que estudou, onde trabalhou?
FLÁVIO: Comecei a faculdade de publicidade e propaganda em 2004, de onde saí em 2007 para estagiar em agências pequenas. Após uma reciclagem em outra escola, em 2009 estava com um portfólio de criação legal para ser contratado por agências maiores. E isso aconteceu ainda naquele ano quando fui para a Verbal Comunicação, e depois segui a carreira de Diretor de Arte, trocando de agência, entrando na famosa dança das cadeiras das agências de propaganda, passando também pela G/Pac e Heads.
Pouco tempo depois, já não me sentia confortável em trabalhar apenas como diretor de arte e parti em busca de outro sonho que tinha antes de entrar na faculdade. Sou baterista desde os 10 anos de idade, fiz curso de produção de áudio por 4 anos, me formei no Conservatório de Música Popular Brasileira do Paraná e dei aula em algumas escolas de música espalhadas pela cidade. 
Então, fui trabalhar na Gramofone, gravadora curitibana que produz artistas locais. Fui pela experiência, sem ganhar nada, estava interessado em conhecer melhor o mercado de estúdios na capital. Em 2010 decidi iniciar o meu próprio negócio e abri a produtora de áudio Tumpats. Daí em diante, muita coisa aconteceu.

RED NEWS: Como você conheceu o coworking e quando te deu o estalo de abrir o Ambiental Office em Curitiba?
FLÁVIO: Como no começo da produtora não tinha muito trabalho, eu acabava fazendo freelas de criação para clientes diretos e agências. Inicialmente, quando tinha trabalhos que envolviam mais do que a direção de arte, acabava chamando outros freelancers para trabalhar comigo e isso acontecia no meu quarto. Era difícil, o espaço era pequeno e muitas coisas interferiam no processo de criação, como cuidar do cachorro por exemplo. A ideia surgiu da necessidade de ampliar aquilo que estava acontecendo e resolver esses problemas. Em 2010, por coincidência, as plataformas de coworking começaram a se alastrar pelo mundo e o conceito chegou ao Brasil. Estudando esse cenário em expansão, conversei com o engenheiro que estava iniciando com a sua equipe a implantação do escritório e realizamos algumas mudanças estruturais e adaptamos o projeto inicial que era de um estúdio de áudio para a construção do escritório de coworking.

RED NEWS: E por que na área de comunicação?
FLÁVIO: Como já conhecia o mercado de comunicação e já havia percebido que tendo profissionais complementares ao meu lado poderia atender aos clientes de maneira completa, resolvi implementar essa ideia do Ambiental Office. Até mesmo para oferecer um novo modelo de coworking ao mercado, pois somos os únicos que optamos por essa segmentação até agora. E essa experiência sempre funcionou muito bem no A.O. Aqui inspiramos a colaboratividade entre projetos com a comunidade que está ao nosso redor, dividimos tarefas e conseguimos atender diversos projetos de maneira completa. Além de ser voltado para a área de comunicação é ainda mais específico porque as empresas têm foco em criatividade, empreendedorismo e tecnologia. A convergência que acontece entre elas é o coração do negócio. 

RED NEWS: Qual o perfil dos profissionais que procuram este tipo de serviço?
FLÁVIO: Startups, ilustradores, designers, cineastas, marketing promocional, blogueiras e produtores de conteúdo, tratadores de imagem e empresas de desenvolvimento de tecnologia, programadores, webdesigners, game designers, animadores e outros profissionais que se ligam diretamente aos trabalhos nessa área.

RED NEWS: Como é gerenciar o Ambiental, as pessoas que passam por ele?
FLÁVIO: É um trabalho que eu não consigo fazer sozinho, conto com a Kelly Gequelim Skrzypietz para gerenciar a manutenção do escritório, financeiro e principalmente a comunidade. Meu papel dentro do escritório hoje é conectar as pessoas e trazer parceiros e clientes para dentro da comunidade. Além disso gerencio projetos e ainda atuo como produtor na Tumpats. O dia por aqui é bem movimentado, diferentes jobs para resolver e vez ou outra algum problema estrutural no escritório, mas essa conexão com as pessoas em um ambiente tão gostoso de trabalhar vale muito a pena. O A.O. me proporcionou conhecer muitas pessoas e ótimos profissionais, sem contar que o Jardim Ambiental, onde o escritório está localizado é um espaço ímpar em Curitiba.

 

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||