Desconexão

Desconexão

Alexandre Silveira | Diretor de Criação da Bronx Comunicação

Conectar pessoas e marcas tem sido um dos maiores desafios atuais da propaganda e do marketing. Simplesmente porque as pessoas estão progressivamente mais distantes e superficiais nas relações - inclusive interpessoais. A era do WhatsApp, do Messenger, da superficialidade veio para ficar. Imagine então a dificuldade de atrair a atenção para uma mensagem publicitária, por mais interessante que seja. Do outro lado, muitas marcas ainda não deram o passo adiante, e estão trancadas ainda em soluções de comunicação da década passada. E talvez só saiam dessa prisão tarde demais.

Quando a Adidas anunciou que vai concentrar quase todos os seus esforços no meio digital, isso ainda choca muita gente, por mais incrível que pareça. Quebrar paradigmas e rever décadas de investimento e trabalho (muitas vezes bem sucedido, diga-se) requer muita energia e sair da zona de conforto nunca é fácil. Mas se consumidores e anunciantes parecem ter pegado a estrada em sentidos contrários, como fazer com que dêem meia volta e se reencontrem? A resposta não é simples, mas existe uma pista. Saber contar boas histórias sempre foi - e vai continuar sendo - o principal ativo das agências.  Ninguém resiste a uma história bem contada.

Basta ver quantos comerciais de 30 segundos "old school" ainda são compartilhados nas redes sociais. Faça a pesquisa e você vai se surpreender. A chave agora é saber levar esse storytelling para um formato que seja menos invasivo, mais natural para o consumidor seletivo de hoje. A barreira entre o conteúdo editorial e comercial finalmente desabou. E pensar que até esses dias o apresentador de TV anunciava "agora fique com nossos comerciais, por favor" e tinha gente que ficava. Nunca mais. Não é à toa que a categoria Entertainment estreou com tudo em Cannes e virou motivo de tanto debate.

Quem consegue entreter o seu público, com uma narrativa bem construída, e ainda passar a mensagem da marca durante o processo pode ter certeza de que vai construir uma conexão forte e duradoura. Isso é uma grande notícia para os criativos, que podem exercitar cada vez mais seu lado artístico e soltar a mão de verdade, sem tanto compromisso de listar os features do briefing como nos formatos antigos. Agora com licença, vou voltar para a minha série preferida no Netflix. Sem intervalos comerciais, por favor.

 

---------------------------------------------------------------------------

Alexandre Silveira é Diretor de Criação da Bronx Comunicação. Tem mais de 20 anos de carreira nos quais conquistou prêmios em festivais, revelou dezenas de criativos e construiu cases de sucesso trabalhando paramarcas como Ford, Unimed, Fiat, Coca-Cola, Pão de Açúcar, Vivo, HSBC, PUC, Gafisa, PolloShop, Grupo NZN, entre outras. Foi o primeiro presidente e é o atual vice-presidente do Clube de Criação do Paraná.



 


Tags: agências, comerciais, Comunicação, conexão, marcas, Publicitária

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||