Monitoramento de tendências

Monitoramento de tendências

Perfil profissional promissor para as próximas décadas

 

Monitoramento de tendências: perfil profissional promissor para as próximas décadas

Andrea Greca, Especialista em coolhunting em investigação qualitativa de tendências na Berlin.

RED NEWS: O que é Coolhunting e como as empresas podem usar esse serviço em seu benefício?
ANDREA: Coolhunting é o nome "fantasia” e mais comumente utilizado para pesquisa, análise e monitoramento de tendências. É uma disciplina fascinante que estuda as mudanças de gostos e hábitos de consumo que são deflagradas por acontecimentos sociais, culturais, econômicos, ambientais, etc. É uma ferramenta cada vez mais imprescindível para profissionais das mais variadas áreas e empresas de todos os tamanhos pois analisa e se antecipa a essas mudanças, combatendo, dessa forma, um dos maiores inimigos da inovação: a imprevisibilidade. Quando conhecemos o cenário e o estado de espírito do mercado consumidor, fica mais fácil desenvolver produtos e campanhas que estarão de acordo com esse sentimento.

RED NEWS: O que é preciso pra ser um bom profissional nessa área? Precisa de uma formação específica? Quem são os profissionais referências pra você?
ANDREA: O mais importante é conhecer a disciplina e dominar algumas técnicas básicas de pesquisa de tendências. Profissionais de todas as áreas podem analisar tendências, não é necessário formação específica mas é essencial estar constantemente ligado nos acontecimentos da sociedade. Pessoas curiosas e inquietas, que buscam entender os porquês das coisas, costumam ser excelentes pesquisadores. Sou fã do sociólogo Dario Caldas, do Observatório de Sinais, que é o precursor da pesquisa de tendências no Brasil.

RED NEWS: Há oportunidades para quer quiser se especializar na área? Onde e como esse profissional pode atuar
ANDREA: O curso de Coolhunting, Pesquisa e Monitoramento de Tendências que vou ministrar na Redhook semana que vem é uma ótima oportunidade para quem quer se familiarizar com o assunto e aprender as técnicas mais atuais do mercado. Estou constantemente buscando o que há de mais moderno e eficaz metodologicamente para aplicar a projetos de clientes e compartilhar nos cursos. No âmbito universitário, a PUCPR acaba de lançar a primeira especialização lato sensu em pesquisa de tendências do Brasil. Há especializações lá fora e a mais conhecida é a da Universidad Ramón Llull, onde estudei em 2007/2008. Uma vez dominado o assunto, o profissional pode atuar em inúmeras áreas pois é um conhecimento estratégico para qualquer setor: departamentos de marketing, planejamento estratégico, criação, digital, administração, gestão de pessoas, etc.. E não é voltado apenas para comunicação, já tive alunos médicos, farmacêuticos, advogados, antropólogos, e, claro, muitos empreendedores das mais variadas áreas. Uma das coisas mais legais do Coolhunting é justamente essa multidisciplinariedade. É um reflexo da nossa geração e do mundo em que vivemos hoje.

RED NEWS: O que você indicaria pra quem não tem intenção de trabalhar na área, mas quer se manter informado sobre as tendências de mercado?
ANDREA: Primeiramente, recomendo tentar organizar e estruturar o turbilhão de informações recebidas todos os dias, pois é justamente no meio dele que enxergamos os padrões, ou seja, as tendências. Em segundo lugar, filtrar as informações e as fontes, para que não se perca energia e tempo com coisas inúteis e pouco estratégicas. Parece difícil mas não é! Vou ensinar tudo isso durante o curso: técnicas de pesquisa, onde pesquisar, como reconhecer se uma informação é importante ou não, etc. Adquirir esse conhecimento mesmo sem ter a intenção de trabalhar na área é um diferencial em qualquer currículo. Não à toa um estudo recente da FIEP listou o monitoramento de tendências como um dos perfis profissionais mais promissores para as próximas décadas e o jornal inglês The Telegraph apontou a pesquisa de tendências como um dos negócios bilionários do momento.

Andrea é especialista em coolhunting em investigação qualitativa de tendências (Universidade Ramón Llull - Barcelona), com extensão em mídia de moda (London College of Fashion), jornalismo de moda e coolhunting (Central Saint Martins College of Arts & Design - Londres); pesquisa de mercado e análise de tendências pela Universidad de Palermo (Buenos Aires), Future Concept Lab, ESPM, Observatório de Sinais e Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (São Paulo) e antropologia social e psicanálise (A Clínica do Real – Curitiba). Membro do QRCA (Qualitative Research Consultants Association). Professora de pós-graduação, master e MBA no ISAE/FGV, FIA/USP (SP), Univali (SC), Unisinos (RS), PUCPR, ESIC, UniCuritiba, entre outras instituições.

Andrea vai ministrar o curso de Coolhunting, Pesquisa e Monitoramento de Tendências na Redhook School de 25 a 29 de agosto. As inscrições podem ser feitas pelo site www.redhookschool.com.

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||