Seja irritante.

Seja irritante.

Artur Lipori | Redator sênior na Ogilvy & Mather NY

irritante

 

Sim, existem maneiras muito mais positivas de escrever o título desse texto. Poderia ter dito Seja Persistente, Seja Determinado, Seja Obstinado. Ou até mesmo algo mais bonito como Seja Resiliente. Mas, quer saber? Não é o bastante.

Se você tem uma ideia que acredita muito, mas muito mesmo, seja irritante.

O irritante é o persistente sanguenozoio. É o determinado sem papas na língua. É o obstinado hiperativo. É o resiliente desromantizado.

Como você deve ter percebido ao longo da sua carreira, ter a ideia é apenas metade do caminho. Os outros 50%, muitas vezes mais penosos, consistem em fazê-la acontecer. E pra obter sucesso nessa etapa, você provavelmente vai ter que seguir, em algum nível, o que o título que esse texto sugere.

A verdade é que ninguém vai lutar pela sua ideia como você mesmo. Cada reunião, cada email, é uma mini batalha para executar aquele projeto exatamente ou, ao menos, o mais próximo possível daquilo que você tinha imaginado.

Recentemente, lançamos um projeto chamado The Refugee Nation. A ideia, em suma, era criar uma bandeira e um hino para o time de refugiados nas olimpíadas e, consequentemente, criar um símbolo para chamar atenção do mundo para a crise migratória. Posso afirmar com plena convicção que a ideia só virou realidade porque eu e todo o grupo que fez parte dela fomos demasiadamente irritantes.

Irritantes por importunar pessoas que nem conhecíamos, mas que seriam parceiras essenciais para o sucesso do projeto.

Irritantes por muitas vezes ter ficado sem resposta no primeiro e no segundo e-mail. Mas ainda assim, ter mandado um terceiro com uma nova abordagem.

Irritantes por argumentarmos contra muitas pessoas que estavam hierarquicamente acima de nós, mesmo sabendo que isso poderia gerar um desconforto futuro.

Irritantes por evitar o "vai assim mesmo" e só aceitar o "vamos arrumar até ficar perfeito".

Irritantes por nos juntarmos a tantos outros irritantes que não mediram esforços pra fazer tudo acontecer. 

Se você também quer ver as coisas acontecerem, vai em frente e seja irritante. Mas lembre-se que essa tarefa demanda muita energia e envolve risco. Então, pelo bem do seu emprego, aqui vai um novo conselho: escolha bem as suas batalhas. Mas esse é assunto pra um outro post.

 

---------------------------------------------------------------------------

Artur Lipori é redator sênior na Ogilvy & Mather NY, onde atende clientes como IKEA, Philips, Nationwide e Anistia Internacional. Antes disso, trabalhou na TBWA Chiat NY, criando para Jameson Irish Whiskey, H&M e McDonalds. Em Curitiba, trabalhou na Master, JWT, Heads, CCZ e Bronx. Já teve trabalhos premiados em importantes festivais internacionais e nacionais e em 2012 foi vencedor do Young Lions pelo Paraná.

 

 

 

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||