Troquei o álcool pela Red.

Troquei o álcool pela Red.

Rodrigo Camargo | Redator na Bolder  

 

Comecei minha vida dentro da comunicação em 2008 quando entrei na UP em jornalismo, porém fiz apenas 1 ano, pois não me sentia à vontade em lidar com tanta notícia ruim, preferia coisas mais lúdicas, que transformassem a realidade.
Então, em 2009, depois de muitas conversas com amigos e parentes que sempre me falavam que eu tinha uma mentalidade fértil, diziam: ‘’De onde você tira essas coisas?” resolvi tentar publicidade e propaganda, novamente na minha amada Universidade Positivo. Meus 4 anos de faculdade foram um mix de festas, ressacas, boas notas, dps e amadurecimento. Sempre tive pessoas que me ajudaram muito, mas quando o TCC chegou, tive de acordar para vida e dar o meu melhor, e foi ali que virei a chave de vez para ser um publicitário. Quando recebi a nota 9,8 na banca final quase chorei, na verdade eu chorei escondido depois no meu carro enquanto tomava um shot de vodka - agora percebo o quanto eu era alcoólatra, mas isso é algo normal no mundo da propaganda. Bom, estou aqui entre os flashbacks e déjà vus, e lembrei que uma das poucas coisas onde me empenhei para a faculdade foi em fazer um curso básico de Photoshop, na verdade nem foi por causa da faculdade, foi mais para fazer montagens, zoar meus amigos colocando-os abraçados com o Alexandre Frota na capa de algum filme do Brasileirinhas, ou criar uma foto onde eu estava passando o Ano Novo num iate no Rio de Janeiro. Na época, nem imaginava como esse simples curso seria tão importante.

Sempre fui baladeiro e tinha um amor platônico pela Wood's, frequentava a casa noturna toda quarta, sexta e sábado, porém no final de 2011 ela foi fechada, me deixando muito triste. Então, um dia, resolvi criar um evento no Facebook chamado ‘’Volta Wood's’’, mandei para alguns amigos o convite e saí de casa, lembro-me que fui para um churrasco, e lá mesmo um desses amigos convidados me avisou: ‘’-Piá, você viu o evento como tá?’’. Na hora nem liguei, mas depois olhei pelo celular e mais de 1200 pessoas já estavam confirmadas - isso para aquela época no Facebook era algo doido demais. Comecei a ver os comentários da galera rindo da ideia, foi aí que me ocorreu criar uma página e ver no que dava. Lá fui eu, criei capa, um avatar com o logo pego no Google e um post inaugural. Seu guarda eu não sou vagabundo, não sou delinquente, mas o cara carente da sua balada sertaneja novamente, em 1 dia,  fez a Volta Wood's receber 700 likes, lembrando que nesse tempo o orgânico era de 100%, porém não existia impulsionamento de nada, não havia post patrocinado, e mesmo assim os resultados eram muito bons. Cada post criado dava em torno de 80 a 150 likes, 30 a 40 comentários e até 100 compartilhamentos.

Lembra que eu falei da importância do curso básico de PhotoShop? Foi ele que me ajudou a criar cada post, meme, capa, avatar e por aí vai, tudo com uma qualidade ruim, mas o suficiente para gerar um buzz tão bom a ponto de chegar no ouvido dos sócios do Grupo Wood´s, que acabaram me chamando para estagiar no meu templo sagrado da diversão, o vagabundo da faculdade estava agora no seu primeiro emprego. Foi algo mágico, aprendi muito e fui crescendo dentro da empresa, em 1 ano saí de estagiário para Social Media e depois, em virtude de criar bons conteúdos e legendas, acabei me tornando redator na Familie, a house do Wood’s que virou agência. Por lá fiquei quase 5 anos, foi onde comecei a montar aos poucos meu portfólio. Antes tinha vergonha de expor meus trabalhos, por isso apenas os salvava no PC, mas com o tempo vi o quanto era necessário e importante ter-los online, então criei uma conta no Behance, hoje recomendo o Cargo.

Em 2014 quando me tornei redator, vi que estava subindo para um nível mais difícil, onde seria mais cobrado, por isso fui atrás de aprender mais e mais, busquei conteúdo em livros como ‘’Redação Publicitária - A Prática Na Prática’’, ‘’A Sedução Pela Palavra’’, ‘’Criação Sem Pistolão’’, enfim, virei um maluco compulsivo por tudo que existisse sobre redação, mas isso ainda era pouco, precisava ir além, então descobri por indicação de um amigo de trabalho, o grande Robson Reis, a Redhook.

Meu primeiro curso foi de um intensivo de Redação Publicitária com o nosso gato garoto Marcos Zanatti, e depois desse, mergulhei numa espécie de pós-graduação criativa, onde passei por muitos cursos, entre eles o Creative Full, onde tive contato com grandes nomes do mercado como Renato Cavalher,  Bruno Regalo, David Keller, Ricardo Gandolfi, André Petrini, entre tantos outros. Minha carreira mudou muito em pouco tempo, reformulei meu portfólio, meus conceitos e o meu jeito de ver o mercado. A faculdade tem uma base forte, e se você souber aproveitar o que a Red oferece, você transforma essa base forte em uma carreira forte. Cada job, cada review, cada ideia descartada, é mais um passo rumo a grandes feitos.

Estou com 27 anos, talvez já velho para algumas coisas na publicidade, mas isso foi por escolhas erradas que eu fiz, porém todos os cursos e coisas que aprendi me ajudaram e me ajudam a recuperar o tempo perdido. Já fiz desde o curso básico, intermediário, avançado até o Future Lions, uma nova proposta de curso incrível, onde realmente você testa sua criatividade, seu senso crítico e sua força de vontade para continuar criando a medida que a uma série ideias são descartadas. Hoje, sou redator na agência Bolder, de um dos meu professores: David Keller.

Bom, that´s all folks!

Espero que tenham lido tudo, principalmente aqueles que querem ser redatores.

Ler muito é a primeira Big Idea que você deve ter.

Obrigado a Redhook pelo espaço e a Celinha por toda a ajuda ao longo desses anos.

---------------------------------------------------------------------------

Rodrigo Camargo de Paula ou Rodriguinho Camargo se formou em PP na Universidade Positivo, começou sua carreira de forma inusitada ao criar a página Volta Wood’s, o que o levou, ainda na faculdade, a conseguir seu primeiro emprego. Trabalhou como Social Media no Grupo WDS, mais tarde, por se destacar na criação de conteúdos e textos, tornou-se redator na agência Familie, onde ficou por 3 anos. Participou de todos os cursos de criação da Redhook, desde do básico até os mais avançados, ganhando inclusive algumas concorrências. Em 2015 tornou-se colunista do blog Plugcitários. Hoje, atua como redator na agência Bolder. Fala várias línguas, quando está bêbado, até hoje não entendemos nenhuma.

voltar para Blog

show tsN fsN fwB center bsd b03s|tsN fwB bds uppercase b01n left|fwR tsN hide center|bnull||image-wrap|news|fsN fwR normalcase tsN fwB b01 bsd|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase|tsN normalcase fwR|normalcase fwR|content-inner||